16°/30°

Belo Horizonte,
24/OUT/2014

Maníaco de Juatuba é encontrado morto

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
  • Notícia
  • Vídeos
06/09/2013 13:26 | Atualizado em 06/09/2013 14:16
Foi encontrado morto, o homem que ficou conhecido como maníaco de Juatuba. O corpo, em estágio avançado de decomposição, estava numa plantação dee eucaliptos, na áera rural de Divinésia, na Zona da Mata.

Arílson Moreira de Barros era acusado de matar o ex-sogro, a ex- sogra e um adolescente de 15 anos, sobrinho da ex-mulher dele, em Paraopeba. Ele também era suspeito de matar um casal e atirar na cabeça de uma criança de 10 anos, em dores do turvo, e de assassinar um colega de trabalho da ex-mulher, encontrado morto em Juatuba.

Ele foi preso em dezembro de 2011 mas fugiu do presídio de Ubá no último dia 3 de agosto. A identidade dele foi confirmada pelas impressões digitais e pelo exame da arcada dentária. A perícia constatou que ele foi atingido por quatro tiros, dois na nuca, um no peito e outro na mão esquerda. Os investigadores acreditam que a morte tenha acontecido há pelo menos dias. Ao lado do corpo, os policiais encontraram munição, um cortador de unhas, a carteira de habilitação do Arílson, e R$ 600. O corpo está no IML de Ubá e vai passar por exame de DNA.

  • Redes Sociais
  • TV Alterosa