17°/29°

Divinópolis,
27/MAR/2017

Polícia Civil indicia envolvidos em fraudes no vestibular de medicina

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
  • Notícia
12/12/2013 12:23 | Atualizado em 12/12/2013 12:35
A Polícia Civil de Minas Gerais indiciou, nesta quarta-feira (11), autuou 36 pessoas por envolvimento em fraude no vestibular de medicina, em faculdades de Minas Gerais(inclusive para a Universidade de Itaúna) e no Rio de Janeiro. Conforme a investigação, coordenada pela 2ª Regional de Caratinga, os suspeitos poderão responder pelos crimes de formação de quadrilha, estelionato e fraudes em certame público Entre os indiciados estão 17 estudantes identificados como compradores das vagas, que responderão o processo em liberdade.

Dez das 11 pessoas que cumpriam prisão temporária passaram a cumprir a prisão preventiva decretada pela Justiça. A outra pessoa será liberada ao término do prazo da prisão temporária e continuará respondendo o processo em liberdade. A polícia descartou a participação das médicas Micheline Vieira Ribeiro e Nathalie Franco Savino.

O delegado Diogo Bastos Medeiros, responsável pelo inquérito policial, informou também que o Ministério da Educação será informado de que as investigações descobriram a existência de estudantes de medicina que estariam se beneficiando da quadrilha para fazer as provas durante os cursos. A operação que resultou no esclarecimento da fraude foi denominada Hemostase em referência aos procedimentos nos processos cirúrgicos destinados a estancar hemorragia.
  • Redes Sociais
  • TV Alterosa